AccueilPágina inicialColette

Choose your language

Guide du Musée

Guide en français
English Guide
Guía español
Guia português

Retrouvez-nous sur

 

Biografía de Colette (1873-1954)

As grandes etapas

  • A infância em Saint-Sauveur (1873-1891)
  • O tempo dos aprendizagens (1893-1905)
  • Colette Willy, uma artista de music-hall (1906-1913)
  • Os anos negros (1914-1918)
  • A grande Colette (1920-1940)
  • Do pesadelo até a glória (1940-1954)


A infância em Saint-Sauveur (1873-1891)

1873

Nascimento de Sidonie Gabrielle Colette, filha de Sidonie Landoy (viúva Robineau-Duclos) e do capitão Colette, mutilado de guerra.
Colette tinha uma meia-irmã, Juliette, um meio-irmão , Achille, e um irmão, Léo.
Colette falou dos tres na sua obra.

1885
Colette obteve o seu certificado de estudos primários em Saint-Sauveur.

1889
Colette obteve o seu "brevet élémentaire".

1891
O capitão, Sido e Colette se instalaram em Châtillon-Coligny onde Achille se instalou como médico.

O tempo dos aprendizagens (1893-1905)

15 de maio de 1893
Casamento de Colette e de Henry Gauthier-Villars, chamado Willy, em Châtillon-Coligny.
O jovem casal se instalou em Paris, 55  quai des Grands Augustins, acima da  livraria Gauthier-Villars.

Junho
Os Gauthier-Villars mudaram em 28 rue Jacob. Graças ao seu marido, conheceu escritores,  jornalistas, músicos, pintores, políticos: Anatole France, Marcel Proust, Marcel Schwob, Gabriel Fauré, Vincent d'Indy...

1895

Início da escritura de Colette

1905
Colette começou mimar com Georges Wague e conheceu Mathilde de Morny, marquesa de Belbeuf, chamada Missy.
O capitão Colette morreu em Châtillon-Coligny.

Colette Willy, uma artista de music-hall (1906-1913)

1906
Pela primeira vez, Colette apareceu na cena em L'Amour, le Désir et la Chimère.
Separou-se de Willy e mudou em 44 rue de Villejust, mas estaba mais em Georges-Ville, na casa de Missy.

1907
Colette apareceu em Rêves d'Egypte no Moulin Rouge com Missy.

1911
Desde o fim de 1910, Colette começou a colaborar com o jornal Le Matin e se aproximou de Henry de Jouvenel, um dos dois chefes de redacção. Durante o verão, pôs termo a sua  relação  com Missy.

1912
Sido morreu na sua pequena casa em Châtillon-Coligny.
No fim do ano, casou-se com Henry de Jouvenel.



Os anos negros (1914-1918)

1917
Publicação de Les Heures longues (As Longas Horas), uma selecção de crónicas de guerra.


A grande Colette (1920-1940)

1920
Colette foi nombrada Chevalier de la Légion d'honneur (Cavaleiro da Legião de Honra).

1923
Separação de Colette e de Henry de Jouvenel. 

1925
Em fevereiro, Colette conheceu Maurice Goudeket. Em abril, o divórcio com Henry de Jouvenel foi pronunciado.

1928
Foi nombrada Officier de la Légion d'honneur (oficial da Legião de Honra) em 1928.

1931
Willy morreu em janeiro.

1935
Colette foi elegida na "Académie royale de langue et de littérature françaises de Belgique" (Academia Real de línguas e de literatura francesas de Belgica). En abril, se casou com Maurice Goudeket.

1936
Colette foi nombrada Commandeur da Légion d'honneur (Comendador da Legião de Honra).

1938
Colette mudou no Palais-Royal (Palácio Real ).

1939
O 3 de setembro: declaração de guerra.

Do pesadelo até a glória (1940-1954)

1941
Dezembro. Maurice Goudeket, judeu pelo seu pai foi arrestado pelos alemães. Graças as medidas de Colette, foi liberado em fevereiro de 1942.

1945
Colette foi elegida na Academia Goncourt.

1949

Colette foi nombrada Présidente de l'Académie Goncourt (Presidenta da Academia Goncourt).

1953
Colette celebrou o seu octogésimo aniversario.

Recebeu a Médaille de la ville de Paris (Medalha da cidade de Paris) e depois foi nombrada Grand Officier de la Légion d'honneur (Gran Oficial da Legião de Honra).


1954

O 3 de agosto, Colette morreu. O Estado concedeu-lhe funerais nacionais.

Tradução: Marina Gouot

 

 
© 2011 musée Colette - site réalisé par Créacteurs Studio - infos légales.